Trip Rutas Andinas 2013 - 6º Dia

Após umas correrias por todo o centro de San Fernando del Valle de Catamarca, capital de
Catamarca, aproximadamente as 10hs da manha estávamos prontos pra seguir viagem, com o pneu traseiro da Hornet comprado e instalado. Maumau faceiro com seu kichute novo!

Saimos da cidade e tomamos a RN 38 em direção ao sul até Chumbicha, onde pegamos a Ruta 60. Agora de cara com uma serra, adentramos pela Quebrada de la Cébila. Ao atravessar esse caminho a paisagem vai ficando cada vez mais árida, a vegetação dá lugar aos cáctus, e logo a frente nem cáctus se vê mais, dando lugar a amplas áreas desérticas, com muita areia. Agora estamos na província de La Rioja. Impressionante que há vários povoados, vivendo da olivocultura. A primeira vista esse lugar é inóspito e não serve pra nada, mas engana-se. Ao longo do caminho se avista grandes plantações de oliveiras, bem verdinhas, contrastando com a secura do ambiente.

Em Aimogasta paramos para abastecer e fazer um lanche/almoço, com sanduíche e azeitonas de aperitivo. Aproveitamos para visitar uma oliveira de 400 anos, plantada pelos primeiros espanhois para testar a olivocultura na região. Funcionou! A árvore vive até hoje, e é orgulho desse povo. Estava carregada de azeitonas pretas e ao seus pés, repleto de azeitonas caídas. Dizem que essa região se mostrou melhor para o cultivo de azeitonas do que a própria espanha, de onde veio.

Seguimos em frente nesse cenário árido mais alguns quilômetros e pegamos a lendária Ruta 40. Depois de muitos quilômetros paramos para abastecer em Chilecito e seguimos viagem pela Ruta 40. Vamos atravessar a Cuesta de Miranda, um caminho lindíssimo de estrada de chão, em meio a montanhas verdes e cerros vermelhos, ao lado de um desfiladeiro, adornado por cáctus gigantes, mas opa! Estrada trancada! Um aviso: "Camino cerrado hasta viernes 7hs pm, desculpe las moléstias". hehe. São 5hs de uma quarta-feira, e agora o que vamos fazer? Conversando com uns guias turísticos nos explicaram que para chegar a Villa Unión, teriamos que dar "toda la vuelta" na montanha, seria um desvio de 320km, um pouco mais do que os 70km que restavam para hoje. Resolvemos então voltar a Chilecito. Arrumamos uma bela cabana para passar a noite e fomos num ótimo restaurante, pedimos Cabrito Asado regado a vinho. Em frente tinha um novo e moderno cassino. Nossa condição me parece até de luxo demais para quem está no meio desta paisagem árida, longe de tudo...

(Clique nas fotos para ampliar...)


Ruta 60 em direção a Aimogasta.

Departamento de Arauco.


Horizontes amplos.

Visitando a oliveira de 400 anos.

Tão antiga como a história do descobrimento.

Produtiva a mais de 400 anos!

"Olivo Cuatricentenário", é o orgulho de Aimogasta.

Ruta 40.

Paradinha para descanso.

Cerro Famatina com 6250 metros não pertence aos Andes.

Cuesta de Miranda "cerrada".

Meia volta volver!

Cáctus pra todos os lados.


Podemos curtir uma parte da beleza da Cuesta de Miranda.

Nossa moradia em Chilecito.

Esse vinho eu agarantio!!!

Como sempre uma entradinha pra acompanhar a bebida, enquanto aguarda a janta.

Tim tim! Saúde para todos!

Pessoal do Restaurante.

Cabrito Asado.

Casino Golden Night.

Casino de Chilecito.







Postagens mais visitadas deste blog

Expedição Puna Argentina 2018 - Dias 01 e 02 - Vale Calchaqui

Expedição Puna Argentina 2018 - Dia 05 - Montanhas e Salares

Expedição Puna Argentina 2018 - Dia 06 - Abra del Acay